Governo reforça oferta de procedimentos especializados com Serviço de Hemodinâmica

 

O Governo do Estado reforçou a oferta de serviços especializados no Hospital Carlos Macieira. O Serviço de Hemodinâmica, agora disponibilizado pela primeira vez em uma unidade estadual de saúde, passa a possibilitar o diagnóstico e procedimentos nas áreas de cardiologia, neurologia e angiologia, utilizando a técnica do cateterismo. A iniciativa permitirá maior agilidade no atendimento aos usuários do sistema único de saúde. O investimento integra o conjunto de ações que estão sendo implementadas para a melhoria dos serviços de saúde no Maranhão.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, esteve na manhã desta quarta-feira (6) visitando a ala da unidade onde serão realizados os procedimentos. “Esse é um avanço tecnológico que proporcionará um atendimento ainda mais eficaz. Estamos investindo no que há de melhor para oferecer aos usuários serviços como esse, capaz de salvar muitas vidas através da intervenção rápida e da atuação dos profissionais de saúde do HCM. Assim, vamos consolidando uma mudança que já é perceptível no estado”, ressaltou.

O serviço funciona em ala com 10 leitos, destinados para recuperação dos pacientes que precisarem do serviço. Além de atender à demanda das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), o serviço funciona 24h também para atendimento de urgência e emergência e permite a realização de uma série de procedimentos, como cateterismo cardíaco de adultos e crianças, angioplastia coronária com implante de stent, correção de doenças das valvas cardíacas, implante de marca passo cardíaco, entre outros.

“A abertura desse serviço é uma revolução no setor de saúde pública. Essa é a primeira hemodinâmica genuinamente do Estado e estará aberta para atender toda a população que precisa do sistema único de saúde. O Hospital Carlos Macieira avança na posição de uma unidade de alta complexidade atendendo os pacientes que precisam de uma série de procedimentos”, explicou o diretor do HCM, Josué Vieira Filho.

O serviço já está funcionando e a vendedora autônoma Gracenilde de Jesus Venâncio, de 50 anos, foi uma das primeiras pacientes beneficiadas. “Tive um infarto na segunda-feira e fui direto pra UPA do Araçagi.  Estou agradecida por estar aqui e poder realizar logo o exame. Estou sendo muito bem assistida. Estou muito satisfeita com o atendimento. Esse é um serviço de primeira”, contou a paciente.

O Serviço de Hemodinâmica era oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) apenas no Hospital Universitário e por meio de convênio com o Hospital Procardio, o que gerava fila de espera para a realização dos exames. Com o serviço próprio, o Estado deixa de custear o procedimento na iniciativa privada. A instalação do serviço permitirá, ainda, que o Estado receba recursos federais para custeio dos procedimentos, tendo em vista que o Serviço de Hemodinâmica é pré-requisito para habilitação desses serviços da unidade de saúde junto ao Ministério da Saúde (MS).

A doença cardiovascular é a que mais mata no mundo e a implementação de um serviço como esse possibilitará o tratamento adequado e ágil ao paciente. “Estamos oferecendo na saúde pública um tratamento padrão outro no tratamento em caso de infarto, por exemplo. É um serviço que vai salvar muitas vidas”, disse o diretor técnico e cardiologista do HCM, Marko Antônio Santos.

O sistema de hemodinâmica permitirá tratamento de agravos também nas áreas da neurologia e da angiologia com estudo da vascularização cerebral, embolização de aneurisma cerebral, angioplastia de vasos cerebrais, angioplastia de artérias (carótidas e vertebrais), retirada mecânica de trombos cerebrais (nos casos de Acidente Vascular Cerebral),  estudo dos vasos dos membros inferiores, pulmonares, com tratamento de insuficiência vascular, embolia pulmonar, aneurisma de aorta entre outros.