Governo promove mamaço e ação social na Casa de Apoio Ninar

Como parte das ações da Semana Mundial de Amamentação, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), promoveu um mamaço e uma ação social na Casa de Apoio Ninar. Realizada neste domingo (6), a atividade ofereceu às mães serviços de saúde e orientações sobre amamentação, além de brincadeiras às crianças. A ação integra, ainda, a programação do Agosto Dourado, mês mundialmente dedicado para incentivar o aleitamento materno.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, que esteve presente na atividade, destacou a importância da campanha o objetivo do mamaço. “O leite materno é um alimento poderoso e a amamentação traz benefícios para uma vida inteira. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o aleitamento materno é capaz de evitar 13% das mortes de crianças menores de cinco anos. Por isso, é importante incentivar o aleitamento materno e garantir o direito de toda mãe amamentar em qualquer lugar, sem constrangimentos”, afirmou.

Durante a ação, estiveram disponíveis serviços de saúde como aferição de pressão arterial e teste de glicemia. Também foram oferecidas atividades recreativas para as crianças, com a Companhia Cambalhotas, pula-pula e piscina de bolinhas. Profissionais de saúde das maternidades da capital realizaram, ainda, uma roda de conversa com as mães que participavam da ação. O diálogo serviu para orientar as mulheres quanto aos cuidados com bebê e esclarecer dúvidas quanto à amamentação, indicando, por exemplo, a posição correta para amamentar ou realizar a doação.

A enfermeira da Maternidade de Alta Complexidade do Maranhão e consultora em aleitamento materno, Francisca Neres, enfatizou que as orientações beneficiam a saúde dos bebês. “O leite materno é como uma vacina, contém substâncias que contribuem com o fortalecimento do sistema imunológico dos bebês. Portanto, a amamentação é capaz de prevenir várias doenças. Por isso é importante esclarecer as dúvidas das mães e alertar para a importância do aleitamento materno”, disse.

Para a operadora de caixa, Amanda Lopes, 25 anos, a manhã foi muito produtiva. “Vim especialmente por conta da palestra sobre amamentação. Mesmo sendo a minha segunda gestação, senti dificuldades de dar de mamar. Para mãe e para o bebê, é muito importante amamentar da forma correta”, contou.

A vendedora autônoma, Maria Luzia Campos, 34 anos, foi outra mãe que participou da ação e reforçou que aplicará os conhecimentos adquiridos em sua rotina. “Tenho dois filhos e de um filho pra outro a diferença é de onze anos, então muita coisa a gente esquece. Aqui falaram muita coisa importante sobre amamentação”, disse.