ATENÇÃO AS URGÊNCIAS

A organização da Rede de Atenção às Urgências e Emergências tem a finalidade de articular e integrar no âmbito do SUS todos os equipamentos de saúde, objetivando ampliar e qualificar o acesso humanizado e integral aos usuários em situação de urgência nos serviços de saúde de forma ágil e oportuna, e deve ser implementada gradativamente, em todo o território nacional, respeitando-se os critérios epidemiológicos e de densidade populacional. Constituem a base do processo e dos fluxos assistenciais de toda a Rede de Atenção às Urgências o acolhimento com classificação do risco, a qualidade e a resolutividade na atenção, que devem ser requisitos de todos os pontos de atenção.

Saiba mais

2 comments on “ATENÇÃO AS URGÊNCIAS

  • Leda Minele Nunes e Silva Sardinha says:

    Meu pai, de 84 anos, está internado na UPA do Bacanga, desde a última sexta-feira, dia 07/08/2015, com suspeita de câncer nas vias biliares. A cada dia, o estado de saúde dele piora. Apenas ontem, a UPA solicitou um exame de ressonância com vistas a ter um diagnóstico mais preciso a respeito da doença que ele apresenta. Solicito, como cidadã, encarecidamente a compreensão e obséquio de vocês em relação a meu pai, que se chama Américo Azevedo, pois a cada dia que passa o estado de saúde dele piora, como já informei, e a UPA não tem condições de efetuar o tratamento do qual ele necessita. Enquanto isso, ficamos como cegos no meio de um tiroteio, entremeados em informações desencontradas fornecidas pela UPA, que segundo informações do médico responsável, não há disponibilidade de leitos, e que meu pai está na lista de espera; pela central de leitos da Secretaria de Saúde, que afirma estarem aguardando apenas, uma autorização do Hospital Geral para liberar um leito para meu pai e pelo Hospital Geral, que afirma que o documento de autorização de transferência expedido pela UPA não comprova que meu pai é portador de câncer. Enquanto isso, ratifico, que meu pai piora a cada dia, causando desespero em todos nós. Por favor mais uma vez peço: nos ajudem! Não permitam que meu pai padeça de tamanho sofrimento e que nós sejamos vítimas de um episódio de banalização da vida, envolvendo nosso próprio pai.

    Reply
    • Sra. Leda Sardinha,

      Informe-nos o nome completo do seu pai, e se o nome dele consta no sistema de Regulação de Saúde Estadual.
      Pergunte ao médico assistente dessa unidade de atendimento hospitalar, que ele irá te orientar sobre o relatório de acompanhamento ao paciente, e nos comunique.

      Atenciosamente,
      Assessoria de Comunicação SES

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *